Análise Semanal 03 - Renda Fixa

Período: 03/08/2018 à 10/08/2018

Comentários da semana

Brasil

Semana bem difícil para renda fixa.

Câmbio subiu forte nesta semana, reflexo da piora das condições internacionais.

Ata do Copom repetiu a visão do comunicado e não trouxe novidades às expectativas dos investidores. Copom alertou sobre a importância das reformas estruturais e não quis se comprometer com o futuro da SELIC.

A semana até começou bem, mas seguiu com muita volatilidade oriunda do cenário político ainda muito indefinido. O primeiro debate foi considerado fraco.

Situação fiscal trouxe mais uma preocupação, pois o STF aprovou o aumento de salário do judiciário de 16,38% no orçamento de 2019.

Pesou muito essa semana a deterioração do cenário internacional e a desvalorização do nosso Real. Houve elevação das taxas em toda a Curva de Juros (ETTJ).

Mundo

O clima ruim no âmbito comercial permanece. A relação entre os EUA e o resto do mundo segue deteriorando, destaque mais uma vez entre China e EUA.

Situação política na Turquia colaborou muito para piora dos mercados, lira turca despencou. O BCE se mostrou preocupado com a exposição dos bancos da zona do euro à Turquia.

Pesou também as sanções americanas impostas ao Irã, Turquia (pastor preso) e Rússia.

Por conta disso, o dólar subiu contra a maioria das moedas, principalmente frente às emergentes.

Destaque na semana: Alta forte nas taxas prefixadas.

Taxas e índices de Renda Fixa
Estrutura a Termo Prefixada Anbima
Rentabilidade Tesouro Direto
Rentabilidade Tesouro Direto %CDI até 10/03/2018

Volatilidade (Risco de Mercado) Tesouro Direto, Ibovespa e Dólar

Volatilidade Tesouro Direto até 10/03/2018