Análise Semanal de Renda Fixa
09/11/2018 à 16/11/2018

Semana 17

Comentários da semana

Brasil

Forte queda em toda Curva de Juros. Inflação comportada, dados de atividade fracos e a definição da equipe econômica foram os principais vetores.

Os nomes escolhidos para equipe econômica agradaram o mercado: Levy no BNDES, Mansueto no Tesouro e Roberto Campos no Banco Central. Seguem as preocupações com relação às reformas.

Dólar até sofreu no começo da semana com a pressão sobre as moedas emergentes, mas acabou fechando estável.

A inflação projetada pela Pesquisa Focus do Bacen mostrou forte redução, refletindo a visão dos agentes econômicos.

O IGP-10 de novembro mostrou deflação (-0,16%), conforme esperado.

Vendas do Varejo mostraram queda de -1,3% (Set), abaixo do esperado que era de 0,1%.

O IBC-Br (proxy do PIB) caiu 0,09% de ago para set. O acumulado do trimestre ficou em 1,74%.

Mundo

Nos EUA, os indicadores de inflação (CPI) vieram com núcleo abaixo da previsão. Trump soltou um twitter contra o anuncio de corte na oferta do petróleo feito pela Arábia Saudita e Rússia, o que pressionou para baixo o preço da commodity.

Ainda nos EUA. Discursos vindos dos dirigentes do FED trouxeram um tom mais brando com relação ao aperto monetário. Guerra Comercial com a China deu uma esfriada com a retomada da perspectiva de diálogo.

Quanto ao Brexit, a situação piorou logo após May divulgar a proposta para o divórcio, com vários membros do governo renunciando aos cargos. Além disso, houve manifestação dentro do próprio partido para retirá-la do cargo de primeira ministra britânica. Ela segue com o acordo e vai levá-lo para dentro do parlamento, onde espera a aprovação.

A Itália insiste com o mesmo plano orçamentário, apesar da solicitação de revisão. A União Europeia dará o resultado da análise dia 21/11 e é bem provável a aplicação de sanções financeiras.

Na Europa, a agenda macro continuou ruim. A 2ª prévia do PIB do 3ºtri/18 mostrou a desaceleração do crescimento. Já a produção industrial recuou 0,3%, embora se manteve em alta de 0,9% na comparação anual.  A inflação final de outubro +0,2%, enquanto a variação anual 2,2%, conforme esperado.

Na China, a maioria dos indicadores vieram piores que o esperado. Novos empréstimos e vendas no varejo desaceleraram e a base monetária arrefeceu. Produção Industrial voltou a acelerar.

Principais indicadores para acompanhamento da Renda Fixa

Estruturas a Termo de Taxas de Juros Anbima (Curvas de Juros)

Retorno versus Risco Tesouro Direto

Rentabilidades nominais do Tesouro Direto, Poupança, Ibovespa, Dólar e CDI

Volatilidade (Risco de Mercado) Tesouro Direto, Ibovespa e Dólar