Carteiras de Investimento em Renda Fixa → Janeiro de 2024

Acompanhamento do comportamento Mensal de Carteiras de Investimentos em Renda Fixa

Começamos ressaltando que trata-se de um projeto de cunho educacional, não existe sugestão ou indicação de investimento em nenhuma das carteiras. 

É aprender sobre a Renda Fixa acompanhando o mercado, é ter a visão prática e real.

O intuito é contribuir para elevação das discussões sobre investimentos em Renda Fixa no Brasil.

Acreditamos que com a obrigação da Marcação a Mercado de vários ativos de Renda Fixa, fato ocorrido em janeiro de 2023, a necessidade do entendimento sobre comportamento dos ativos de Renda Fixa ficará ainda mais latente.

Gráfico do Retorno Acumulado no Mês

Gráfico do Retorno Acumulado no 12M

→ Resumo Mensal das Notícias do Mercado de Renda Fixa

O mês de janeiro termina do modo como começou: com ponderações sobre as perspectivas para cortes de juros pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano). Logo nos primeiros dias do ano, falas de dirigentes sobre o não descarte de mais apertos deixaram os mercados em tom negativo, e indicadores – como CPI e payroll – foram acompanhados ao longo de todo o período até que, nesta quarta-feira (31/01/2024), o BC dos Estados Unidos decidiu manter a taxa dos Fed Funds entre 5,25% e 5,50%. E mais, o presidente da instituição, Jerome Powell, afastou a possibilidade de cortes já em março.

 A reação no exterior foi de deterioração das bolsas de Nova York, repique do dólar ante rivais e queda dos Treasuries – os títulos do Tesouro americano. Porém, os índices americanos não acumularam baixa no mês, bem pelo contrário. Dow Jones e S&P 500 renovaram máximas históricas recentemente, com a escalada de ações de tecnologia. O setor até esteve em foco durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, com a inteligência artificial como um dos grandes temas de otimismo para os mercados acionários.

 O início da temporada de balanços nos Estados Unidos também tem feito preço. Já foram conhecidos os resultados de empresas como American Airlines, Intel, 3M, IBM, Tesla, Alphabet, Microsoft, Boeing e General Motors.

 Assim, os índices S&P 500 (+1,59%), Dow Jones (+1,22%) e Nasdaq (+1,02%) fecharam janeiro com ganhos.

 Já o Ibovespa foi na contramão e encerrou o mês em queda de 4,79%. A expectativa pela condução de política monetária do Fed pesou, e analistas falaram ainda sobre a retirada de recursos estrangeiros da Bolsa brasileira em um reposicionamento de olho no cenário externo, além de uma realização de lucros após um dezembro bastante positivo.

 Além disso, nos últimos dias, o Ibovespa foi penalizado pela perspectiva fraca para a economia chinesa em meio à crise no setor imobiliário, que viu inclusive a liquidação da Evergrande. Isso sem contar o noticiário corporativo, como os ruídos políticos na Vale e o pedido de reestruturação financeira da Gol – ação que teve ontem seu último dia no principal índice da B3.

Entre os indicadores, foi conhecido o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de dezembro, acima do esperado, mas sem mudar a expectativa sobre o ciclo de juros por aqui. Já o IPCA-15 de janeiro veio abaixo do piso das projeções. Em relação à atividade, dados sobre varejo, serviços e indústria não causaram surpresa.

 E, assim, era de se esperar uma decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central também sem novidades. Há pouco, foi divulgado o comunicado que anunciou a redução da Selic para 11,25% ao ano, conforme amplamente previsto pelo mercado.

Fonte: Broadcast

→ Comportamento dos Ativos

O mês de janeiro de 2024 foi um mês de ganho de inclinação nas Curvas de Juros

O IMA-S (0,99% no mês), carteira de Tesouros Selic e IDA-DI (1,39% no mês), carteira de debêntures CDI, renderam acima do CDI ► 0,97%.

Demais ativos de Renda Fixa renderam aquém do CDI

Destaque negativo para IPCA de 20 anos -3,34% no mês.

A parte de inflação dos títulos IPCA+, o VNA IPCA, rendeu 0,54% no mês de janeiro.

Ibovespa desvalorizou-se -4,79% e o Dólar rendeu +2,32%.

A Carteira Conservadora rendeu marginalmente acima do CDI. As demais carteiras abaixo do CDI.

Curvas de Juros de Títulos Públicos Anbima ( ETTJ Svensson)

Prefixados

IPCA+

Inflação Implícita

Resultados das Carteiras de Renda Fixa

Carteira de Renda Fixa Conservadora

Carteira Conservadora de Renda Fixa

O perfil Conservador obteve um retorno no mês de 0,97% (100,35% do CDI).

O IMA-S (0,99% no mês), carteira de Tesouros Selic e IDA-DI (1,39% no mês), carteira de debêntures CDI, renderam acima do CDI ► 0,97%.

Demais ativos de Renda Fixa renderam aquém do CDI.

A parte de inflação dos títulos IPCA+, o VNA IPCA, rendeu 0,54% no mês de janeiro.

Melhor desempenho de Janeiro de 2024.

Carteira de Renda Fixa Moderada

Carteira Moderada de Renda Fixa

O perfil Moderado obteve um retorno no mês de 0,71% (73,33% do CDI).

O IMA-S (0,99% no mês), carteira de Tesouros Selic e IDA-DI (1,39% no mês), carteira de debêntures CDI, renderam acima do CDI ► 0,97%.

Demais ativos de Renda Fixa renderam aquém do CDI

Destaque negativo na Renda Fixa para IPCA de 10 anos -1,61% no mês.

A parte de inflação dos títulos IPCA+, o VNA IPCA, rendeu 0,54% no mês de janeiro.

Carteira de Renda Fixa Arrojada

Carteira Arrojada de Renda Fixa

O perfil Arrojado de Renda Fixa obteve um retorno no mês de 0,42% (43,38% do CDI).

O IMA-S (0,99% no mês), carteira de Tesouros Selic e IDA-DI (1,39% no mês), carteira de debêntures CDI, renderam acima do CDI ► 0,97%.

Demais ativos de Renda Fixa renderam aquém do CDI

Destaque negativo na Renda Fixa para IPCA de 20 anos -3,34% no mês.

A parte de inflação dos títulos IPCA+, o VNA IPCA, rendeu 0,54% no mês de janeiro.

Carteira de Renda Fixa + Renda Variável

Carteira de Renda Fixa + Renda Variável

O perfil RF + RV obteve um retorno no mês de -0,09% (-8,80% do CDI). 

O IMA-S (0,99% no mês), carteira de Tesouros Selic e IDA-DI (1,39% no mês), carteira de debêntures CDI, renderam acima do CDI ► 0,97%.

Demais ativos de Renda Fixa renderam aquém do CDI

Destaque negativo na Renda Fixa para IPCA de 20 anos -3,34% no mês.

A parte de inflação dos títulos IPCA+, o VNA IPCA, rendeu 0,54% no mês de janeiro.

Ibovespa desvalorizou-se -4,79% e o Dólar rendeu +2,32%.

Retorno Acumulados das Carteiras de Renda Fixa

Retorno 12 Meses

Retorno no Mês