Análise do Mercado de Renda Fixa e Tesouro Direto: Semana 304

→ Principais Notícias para o Mercado de Renda Fixa e Tesouro Direto.

Highlights (Resumo): Alta nas Taxas de Juros Curtas e Queda das Longas  – [movimento marginal]

Principal(is) vetor(es): O início da semana foi marcado por estabilidade nas taxas devido à espera pela ata do Copom e dados de inflação dos EUA. A ata revelou uma divisão no comitê sobre o ritmo de corte da Selic, causando flutuações nas taxas. No meio da semana, a melhora no apetite ao risco externo ajudou a reduzir as taxas longas, mas essa tendência foi revertida na quinta-feira devido a discursos conservadores do Fed e dados de inflação nos EUA. Na sexta-feira, a alta nas taxas foi impulsionada por declarações do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que indicaram um cenário de incerteza sobre futuros cortes na Selic, além da influência dos rendimentos dos Treasuries e expectativas de piora nos dados de inflação.

Destaque(s):  Fed e Copom.

O Mercado de Juros reduziu marginalmente as altas em relação à sexta anterior.

A projeção para as 16 próximas reuniões do Copom saiu de +83 ptb para +79 ptb de com o CDI terminal em 2025 11,20%.

Para o fim de 2024  saiu de cortes na magnitude de -3 ptb para alta de +5 ptb, com o CDI terminal passando de 10,46% para 10,37%.

Variação Semanal das Taxas de Juros Futuros DI B3

Expectativas de mercado para o Copom no DI Futuro da B3

No Relatório de Mercado Focus da semana, a projeção para a inflação oficial em 2024 subiu de 3,76% para 3,78%. Um mês antes, a mediana era de 3,73%. Para 2025, foco da política monetária, a projeção subiu de 3,66% para 3,74%. Há um mês, a mediana era de 3,60%, dentro do intervalo de tolerância superior, que vai até 4,50%, mas acima do alvo central de 3,0%.

A mediana da Taxa Selic(% a.a.) projetada para o fim de 2024 subiu de 9,75% para 10,00%. Para o fim 2025 permaneceu 9%.

Resumos diários do Mercado de Juros e Renda Fixa na semana

Resumo Semanal por dia dos Juros (10/05/2024 a 17/05/2024):

Segunda-feira, 13/05/2024: O mercado de juros futuros teve uma sessão com baixo volume de negócios e taxas praticamente inalteradas. As taxas curtas tentaram subir devido ao Boletim Focus e à suspensão da dívida do Rio Grande do Sul, mas o mercado hesitou à espera da ata do Copom e dos dados de inflação dos EUA. A taxa do DI para janeiro de 2025 fechou em 10,315%.

Terça-feira, 14/05/2024: A divulgação da ata do Copom trouxe alívio ao mercado, levando a uma queda nas taxas de DI, exceto na ponta curta, que subiu levemente. A ata esclareceu que o debate interno estava mais focado no cumprimento do forward guidance do que em uma política mais liberal quanto à inflação. A taxa do DI para janeiro de 2025 subiu para 10,330%.

Quarta-feira, 15/05/2024: A curva de juros perdeu inclinação, com taxas curtas estáveis e longas em baixa, influenciadas pela percepção de um possível alívio na política monetária do Fed. Internamente, o mercado ainda digeria a divisão no Copom. A taxa do DI para janeiro de 2025 subiu ligeiramente para 10,35%.

Quinta-feira, 16/05/2024: Os juros futuros oscilaram pouco, mas a curva inverteu o movimento do dia anterior, com taxas curtas estáveis e longas em alta, refletindo o avanço moderado dos rendimentos dos Treasuries e declarações conservadoras do Fed. A taxa do DI para janeiro de 2025 terminou em 10,36%.

Sexta-feira, 17/05/2024: Os juros futuros subiram, com a ponta longa mais acentuada, descolando da melhora do câmbio. Declarações do presidente do BC, Roberto Campos Neto, reforçaram a percepção de risco de pausa nos cortes da Selic. A taxa do DI para janeiro de 2025 fechou em 10,365%.

Fonte: Broadcast

Principais indicadores para acompanhamento da Renda Fixa e Tesouro Direto

Curvas de Juros Anbima

Gráfico de Rendimento versus Risco Renda Fixa - Tesouro Direto

Rendimentos da Renda Fixa: Tesouro Direto, Poupança, Ibovespa, Dólar, IDA Anbima e CDI

Características do Tesouro Direto

Taxa de Compra, Preço de Compra, Duration(Duração), Duração Modificada, DV01 e Volatilidade(Desvio padrão últimos 21 úteis)

Volatilidade da Renda Fixa (Risco de Mercado) Tesouro Direto, Ibovespa e Dólar

Classificação dos Rendimentos Mensais, Ano e 12 Meses da Renda Fixa

Ranking Mensal Colorido de Rentabilidades Tesouro Direto, Poupança, Ibovespa, Dólar, IDA Anbima e CDI

A excelência é uma utopia, sempre há algo a melhorar!

Deixe suas críticas, correções, sugestões, dúvidas e também elogios! 

Faça Contato!

contato@rendafixapratica.com.br

Forte abraço

Jefferson Figueiredo – CGA

Gestor de Investimentos e Especialista em Investimentos de Renda Fixa